(Cordão 34+4cm Pingente)

Cordão Símbolo Madrepérola Buda Yoga

Buda significa iluminado, em sânscrito (antiga  língua sagrada da Índia). Buda é um título dado a um mestre budista ou a todos os iluminados que alcançaram a realização espiritual do budismo.

Buda foi Sidarta Gautama, que nasceu por volta de 556 a.C., em Kapilavastu, capital de um pequeno reino próximo ao Himalaia, na atual fronteira do Nepal. De família aristocrata, instruido, ficou chocado com a miséria, a fome e o flagelo dos ascetas, que se mortificavam em jejum rigoroso.

Perigrinou pelo mundo meditando em busca de explicações para o enigma da vida. Estabeleceu as verdades para se chegar à sabedoria. Criou o Budismo, doutrina religiosa, filosófica e espiritual, onde os seguidores aprendem a desapegar-se de tudo o que é transitório. Pregava que "o Ódio não termina com o ódio, mas com o amor".

Buda não queria ser conhecido como um Deus, para ele não existia intermediários entre um ser superior e as pessoas. Para o mestre, o importante era buscar a pureza da mente, e compreender corretamente o mundo, para alcançar a salvação.

Cordão Símbolo Com Pingente em Madrepérola – Buda Yoga
R$18,00
Quantidade
Cordão Símbolo Com Pingente em Madrepérola – Buda Yoga R$18,00

 (Cordão 34+4cm Pingente)

Cordão Símbolo Madrepérola Buda Yoga

Buda significa iluminado, em sânscrito (antiga  língua sagrada da Índia). Buda é um título dado a um mestre budista ou a todos os iluminados que alcançaram a realização espiritual do budismo.

Buda foi Sidarta Gautama, que nasceu por volta de 556 a.C., em Kapilavastu, capital de um pequeno reino próximo ao Himalaia, na atual fronteira do Nepal. De família aristocrata, instruido, ficou chocado com a miséria, a fome e o flagelo dos ascetas, que se mortificavam em jejum rigoroso.

Perigrinou pelo mundo meditando em busca de explicações para o enigma da vida. Estabeleceu as verdades para se chegar à sabedoria. Criou o Budismo, doutrina religiosa, filosófica e espiritual, onde os seguidores aprendem a desapegar-se de tudo o que é transitório. Pregava que "o Ódio não termina com o ódio, mas com o amor".

Buda não queria ser conhecido como um Deus, para ele não existia intermediários entre um ser superior e as pessoas. Para o mestre, o importante era buscar a pureza da mente, e compreender corretamente o mundo, para alcançar a salvação.